quarta-feira, 16 de maio de 2012

A minha luz - Para mim um poema em prosa...

As páginas daquele álbum que encontrei pareciam mais vazias, ou então tudo o que lá estava já não passava de um vazio para mim. Tudo aquilo que lá estava já não me fazia sentir o que sentia antes. O que é que se tinha passado? Quem eram aquelas pessoas? Mesmo já não me lembrando delas, elas traziam-me uma nova sensação, ou que antes já a tinha conhecido e com ela convivido mas que tinha esquecido a 6 de Maio, e que agora voltava a sentir: A Felicidade.
  O passado foi o passado, agora volto a mim, e depois de tantos acontecimentos, o meu coração ainda consegue encontrar a felicidade que me deixaste e que nele albergava escondida e sozinha ao pé de outros pensamentos bem diferentes.
  Parecia que de um momento para o outro tudo aclareava e a luz do céu com a tua sorriam ao mesmo tempo e tiravam a chuva do meu coração para o seu passado brilho, e agora, ele poderia voltar a sorrir. E o céu? Estava limpo! Tal como o meu coração, de toda a tristeza que permaneceu precariamente no seu interior. Agora eu confirmava a minha felicidade, e sorriamos juntas, tinha reencontrado a minha luz: Tu Mãe! Obrigada...
                                                                   
                                                                                                                   
                                                                                                                                        A Blooger